Doenças na Gengiva: Causas e Opções de Tratamento


As doenças gengivais são silenciosas, não causam dor, e são muito mais comuns do que podemos imaginar, e se forem detectadas no início, o tratamento pode ser bem simples e com grandes chances de restabelecimento total da saúde bucal e da própria gengiva. A principal causa das doenças gengivais é a presença constante da placa bacteriana, mas vamos abordar aqui como ela pode ser evitada e também quais são as outras causas que devemos ficar atentos.


FORMAÇÃO DA PLACA BACTERIANA:

A placa bacteriana é um dos problemas bucais mais comuns e que muitos pacientes não se dão conta do tanto que a sua evolução pode comprometer os dentes e que ela pode ser evitada com hábitos tão simples como escovar os dentes regularmente e com a utilização do fio dental todos os dias.

Podemos dizer que a placa bacteriana é uma película viscosa, incolor, que gruda sobre os dentes devido ao acúmulo de bactérias, como por exemplo o resto de alimentos que deixamos na boca, entre outras. Ela não apresenta sintomas, o que os pacientes relatam é a sensação do dente ficar mais áspero. Quando não é removida, a placa bacteriana vai se acumulando e evolui para a formação de tártaro, o que compromete ainda mais os dentes e o sorriso.


GENGIVITE E PERIODONTITE

A Gengivite é a inflamação da gengiva causada pela placa bacteriana, e é considerada uma doença mais branda, podendo comprometer um ou mais dentes. Gengiva vermelha ou inchada e sangramento ao usar o fio dental podem ser sintomas da gengivite.

Quando descoberta em seu estado inicial ainda pode ser revertida porque o osso e o tecido ainda não foram atingidos.

A partir do momento que a Gengivite não é tratada ela pode evoluir para uma Periodontite, causando muitas vezes danos irreversíveis. Irreversíveis porque a Periodontite compromete os tecidos que estão ao redor do dente, e que são responsáveis por sua sustentação e reabsorção óssea, podendo então este paciente vir a perder o dente. Ainda mais grave é quando essa infecção atinge a corrente sanguínea, o que chamamos de Endocardite Bacteriana.

Sua principal causa é a falta de higiene bucal, mas outros fatores  como pouca produção de saliva, cáries e utilização de medicamentos podem também contribuir para o surgimento e desenvolvimento da doença. Pacientes que são fumantes também são grupo de risco para o desenvolvimento mais fácil da doença. Mas é importante citar também que a Gengivite pode ter causas genéticas e também ser consequência de alguma doença mais grave como leucemia, diabetes e até mesmo AIDS.

Um dos sintomas mais comuns é a gengiva ficar bem vermelha e apresentar inchaço.


OPÇÕES DE TRATAMENTO

Se a Gengivite estiver bem no início, basta apenas o paciente retomar seus cuidados de higienes básicos, ou então ir até ao consultório para a remoção da placa pelo profissional.

Mas se o caso já estiver na fase da Periodontite ou doença periodontal será preciso submeter-se a um tratamento que pode envolver, inclusive, cirurgia. Para combater a doença periodontal o melhor mesmo é a prevenção. Medidas simples como evitar alimentos doces, usar fio dental e caprichar na escovação e, no caso dos fumantes, suspender o mais rápido possível o cigarro ajudam a evitar esse problema.

Afinal de contas, as doenças gengivais são simples de serem evitadas, mas quando atingem o estado mais grave comprometem não somente o sorriso mas também a saúde do paciente.

1 visualização0 comentário